Pular para o conteúdo

REGRAS PARA SE APOSENTAR APÓS A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A Reforma da Previdência, aprovada em 2019, conta hoje com cinco burocracias para que o trabalhador possa se aposentar.


A primeira delas então seria o sistema de pontos, que já existia antes e também era conhecido como 86/96, que seria 86 pontos para as mulheres e 96 para homens, além disso é necessário que as trabalhadoras tenham no mínimo 30 anos de contribuição com o INSS e os trabalhadores, 35 anos.

 

   No ano de 2020, essa regra dos 86/96 mudou, ela passou a ter o aumento de um ponto gradativamente durante todos os anos, ou seja, ano passado o valor dos pontos era de 87/97, esse ano está sendo de 88/98, e assim continuará até chegar na pontuação de 100/105.

Já na aposentadoria por idade, é necessário que a contribuinte tenha 60 anos de idade e o contribuinte 65, além de somar mais 15 anos de contribuição com o INSS.

 

   Até o ano de 2023, a idade aumentará para 62 anos, visto que desde que se deu início à Reforma da Previdência, em 2019, a idade da aposentadoria para mulheres foi aumentando de meio em meio ano de vida e continuará assim até lá.

 

   Exemplo: em 2020 a idade para aposentar mulheres era de 60 anos e 6 meses, conforme foi aumentando, esse ano a idade para aposentá-las já é de 61 anos, no ano que vem, 2022, será de 61 anos e 6 meses.

 

   Para os homens, esse aumento também ocorrerá, até que o tempo de contribuição chegue em 20 anos, estima-se que ocorra em 2029.

 

   Exemplo: 15 anos + 6 meses de contribuição = 2020

   16 anos de contribuição = 2021

   16 anos + 6 meses de contribuição = 2022…

 

   Na idade mínima + tempo de contribuição, a regra é quase a mesma, a partir de 2020 a idade mínima passou a subir de 6 em 6 meses anualmente. 

 

   Antes da Reforma, a idade mínima para aposentar mulheres era de 56 anos e para homens 61 anos de idade, então com esse aumento gradativo, até o ano de 2031 a idade para a aposentadoria de mulheres será de 62 anos e para homens, em 2027 será de 65 anos de idade.

 

   Para quem ainda falta 2 anos para se aposentar, pode entrar na regra do pedágio 50%, sendo assim, o trabalhador irá cumprir na totalidade o tempo que falta na contribuição mais metade do tempo que resta, 50%.

 

   Explicando de uma forma mais simples, para quem irá se aposentar em 2 anos, poderia cumprir 24 meses (2 anos) + 12 meses (50%) obtendo um total de 3 anos.

 

   Isso significa que a Reforma da Previdência segue mudando ainda por alguns anos, pois a cada ano a idade para aposentar homens e mulheres aumenta, e quando estiver chegando a sua vez, é importante ficar atento.

   Quer fazer um empréstimo consignado?! A Confia Cred Financeira tem as melhores condições para você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.