Pular para o conteúdo

O QUE MUDA DO BOLSA FAMÍLIA PARA O AUXÍLIO BRASIL

Aquele beneficiário que estiver ganhando um valor acima do requisito para receber o Auxílio Brasil, perderá o seu benefício.

Para fazer essa mudança, o Auxílio Brasil foi estipulado da seguinte forma:

 

   Aquelas famílias que estão na linha da extrema ou da pobreza, continuarão a receber o benefício, ou seja, aquelas que obtém o rendimento entre R$178 e R$89 mensais para cada membro.

E o benefício será retirado daquelas famílias que têm o rendimento 2,5 vezes superior àquelas da linha da extrema pobreza ou pobreza, ou seja, que garantem o valor de R$445 mensais, deixarão de receber o Auxílio após dois anos de transição.

 

   Entram nessa regra também, os beneficiários do BPC que recebem 2,5 vezes acima do teto da pobreza.


Aquelas famílias que continuarem recebendo o novo Auxílio Brasil, poderão muito em breve solicitar empréstimos consignados através desse benefício, com taxa de juros de apenas 1,2% por mês.

 

   A MP ainda alega que as famílias em situação de emancipação terão prioridade para receber informações, qualificação e serviços gratuitos para promoção de sua emancipação produtiva.

 

   E aquelas famílias que continuarem recebendo o Auxílio sem se encaixar nos requisitos para recebê-lo, terão de devolver o dinheiro ao governo com juros.

 

   Quer fazer um Empréstimo Consignado? CLIQUE AQUI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.