Pular para o conteúdo

Como fazer a prova de vida do INSS sem sair de casa

Aposentados e pensionistas do INSS terão que voltar a fazer prova de vida para não ter os benefícios bloqueados. Com a obrigatoriedade suspensa desde março do ano passado, por conta da pandemia, as provas de vida serão retomadas a partir de junho. O procedimento tem o objetivo de evitar fraudes e pagamentos indevidos.

Este é um procedimento anual e obrigatório para os segurados e pensionistas do INSS, que recebem benefício por meio de conta corrente, poupança ou cartão magnético, comprovarem que estão vivos.

Situações em que o segurado pode fazer a prova de vida sem precisar sair de casa: 

Prova de vida digital

Cerca de 5,3 milhões de beneficiários foram escolhidos para fazer a prova de vida por biometria facial. Assim, a prova de vida digital não é destinada a todos os públicos neste primeiro momento. Nesse caso, é possível fazer a prova de vida usando apenas um aplicativo o Meu INSS.

Para realizar a biometria facial, o INSS usa a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foram selecionados, portanto, segurados que tenham carteira de motorista ou título de eleitor com biometria cadastrada na Justiça Eleitoral ou no Departamento de Trânsito (Detran). 

O INSS afirma que pretende implantar a prova de vida digital para a maioria dos beneficiários, mas não há uma previsão de quando isso irá acontecer.

Prova de vida em domicílio

O INSS permite ainda que beneficiários realizem a prova de vida em domicílio, por meio da visita de um funcionário do órgão à casa do segurado. Esse direito é garantido nos seguintes casos:

  • segurados de qualquer idade que não estejam em condições de se locomover
  • todos os segurados maiores de 80 anos, com ou sem condições de se locomover

No caso dos segurados sem condições de se locomover, eles devem ligar no 135 ou acessar o site Meu INSS para agendar a prova de vida. É preciso comprovar essa condição de saúde por meio de documentos médicos.

Prova de vida presencial

O modelo convencional de atendimento do INSS é presencial. Aposentados e pensionistas que tiverem a biometria bancária cadastrada poderão usar qualquer caixa eletrônico para fazer a prova de vida, tendo em vista que muitos bancos aceitam qualquer transação realizada como prova de vida.

Já no caso dos beneficiários sem biometria, é possível ir à agência bancária com CPF e documento com foto.

Prova de vida para quem mora no exterior

Para os residentes no exterior, o INSS divulgará um novo ato com orientações e prazos específicos. No entanto, não há impedimento para que sejam encaminhadas ao INSS, pelo residente no exterior, as provas de vida realizadas perante as representações diplomáticas ou consulares brasileiras ou por intermédio do preenchimento do “Formulário Específico de Atestado de Vida para comprovação perante o INSS”, assinado na presença de um notário público local e devidamente apostilado pelos órgãos designados em cada país, para os casos de residentes em países signatários da Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização.

O que fazer em caso de bloqueio do benefício

Se o beneficiário perder o prazo e o benefício for bloqueado, será necessário pedir a reativação de forma remota, através do site ou do aplicativo Meu INSS. No endereço eletrônico, serão solicitados documentos pessoais, como CPF e RG, além do comprovante de residência. Após preencher o requerimento online, o beneficiário deverá comparecer ao banco para concluir a realização da prova de vida.

Para mais informações, te esperamos na Rua Fernando Abott, 387 no centro de Santa Cruz do Sul – RS. Além disso, a Confia Cred atende todo o Brasil via Online (digitalmente) no telefone: (51) 9 9180-0640 e para: (51) 3902-6098.  

Atendemos de segunda a sexta-feira, das 08h às 18h, sem fechar ao meio dia. 

solicite sem empréstimo
confia cred financeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.